Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2019

Fator Dani Alves faz número de sócios-torcedores crescer 30%. Clube saberá surfar essa onda?

A contratação de Daniel Alves, logo após a Copa América, fez com o que o São Paulo registrasse mais de 7.600 novos cadastros em seu programa de sócio-torcedor no mês de agosto, o que representou um crescimento de 30% no número de sócios ativos (com pagamentos em dia). Hoje, o número de sócios ativos é de pouco mais de 30 mil.
O número é bastante expressivo se levarmos em conta a defasagem dos planos e dos poucos benefícios e vantagens que os sócios do clube tem, como poucas promoções, dificuldades na compra de ingressos, dentre outros. Se comparado com os programas de sócio-torcedor dos demais clubes então, o gap é ainda maior.
A receita de 2018, divulgada em maio, relacionada ao programa de ST do São Paulo é preocupante. Em 2016, o tricolor faturou R$14,5 milhões com o  programa de ST. Já em 2018 essa receita foi de apenas R$8,6 milhões, queda de 40%, fato este, que só corrobora nossa tese de que o programa não funciona como deveria e sinaliza uma preocupação com a gestão do marketi…

Agora é a melhor hora para aumentar o preço do ingresso?

O aumento no preço dos ingressos para a próxima partida do São Paulo no Morumbi, contra o Atlético-MG, em aproximadamente 25%, deixou os torcedores tricolores revoltados. Não é novidade o sistema de precificação que o São Paulo vem utilizando em 2019, o qual leva em consideração diversos fatores como a importância da partida, dia, horário e adversário em cada confronto, fator que tem feito com  que o valor do ingresso venha variando ao longo do ano e, na maioria das vezes, não reflete o futebol apresentado pelo clube.
Entende-se que o clube fez importantes (caras) contratações e que precisa de receita para quitar suas despesas recorrentes, como os salários dos atletas. Entretanto, o sistema de precificação precisa levar em conta o desempenho apresentado pela equipe, que vem de dois jogos com baixa produtividade e precisa, mais do que nunca, do apoio massivo de seu torcedor.
Pensando nisso, fizemos um levantamento do percentual de ocupação média do Morumbi ao longo do ano (gráfico aba…

Pato, Pablo e Hernanes atuaram, em média, menos de 50% dos jogos por causa de lesões. Qual o prejuízo financeiro para o São Paulo?

Não é de hoje que o São Paulo vem sofrendo com a ausência de seus atletas em jogos importantes. Entretanto, as recorrentes lesões ocorridas ao longo de 2019, tem chamado a atenção dos torcedores do clube e, consequentemente, o Finanças Tricolor não poderia deixar passar em branco.
Sabemos que, devido ao extenso calendário do futebol brasileiro, as lesões são normais e sempre farão parte da rotina de todos os clubes de futebol. No entanto, o que tem ocorrido no São Paulo acende uma luz amarela no departamento médico e de preparação física, pois a quantidade de lesões tem sido muito acima da média. Ademais, o clube, em 2019, terá um dos anos com menor quantidade de partidas realizadas, devido a precoces eliminações na Copa do Brasil e Libertadores (em ambas competições o clube não realizou mais que 2 partidas). Para se ter uma ideia, o clube terminará com pouco mais de 60 partidas realizadas. O Flamengo, clube que também tem sofrido com lesões, já realizou 54 partidas em 2019 e pode te…