Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2020

Possível déficit do São Paulo em 2019 pode excluí-lo do PROFUT?

Em 2015, foi sancionada a Lei nº 13.155, de 4 de agosto, que estabelece princípios e práticas de responsabilidade fiscal e financeira e de gestão transparente e democrática para entidades esportivas profissionais de futebol.
Conhecido como PROFUT (Programa de Modernização da Gestão e de Responsabilidade Fiscal do Futebol Brasileiro), através dessa nova lei, fica instituído parcelamentos especiais para recuperação de dívidas dos clubes que aderissem ao PROFUT, junto aos órgãos da Administração Pública, tais como: Secretaria da Receita Federal, Procuradoria Geral da Fazenda, Banco Central do Brasil.   
A nova lei trouxe vantagens para os clubes equalizarem suas dívidas com a União, muitas delas quase impagáveis. Vantagens como prazo extendido para pagamento (até 240 parcelas, ou seja, 20 anos), redução de 70% das multas, 40% dos juros e 100% dos encargos sociais, fizeram com que muitos clubes aderissem ao PROFUT, dentre eles, o São Paulo Futebol Clube, objeto da nossa análise. 
Entreta…

Manutenção dos atletas da base e problemas de fluxo de caixa? Uma análise financeira do assunto.

A recusa da oferta apresentada pelos clubes europeus aos atletas do São Paulo, principalmente a Anthony, atleta considerado por muitos como o mais valioso do elenco, demonstrou ao mercado que o clube precisa aumentar as receitas, mas não está desesperado por elas. Em sua última proposta, o Ajax ofereceu $15 milhões de euros imediatos, e mais $5 milhões de euros atrelados a metas do jogador. Além disso, o clube holandês compraria os 20% de David Neres, ainda pertencentes ao tricolor. Proposta esta, que foi novamente recusada pela diretoria do São Paulo.
Entendemos o posicionamento da diretoria do clube, que sinaliza algo que defendemos há muito tempo, que é uma mudança no ciclo vicioso em que o clube se encontra. Ciclo este que tem "obrigado" o clube a vender jovens promessas antes de darem o retorno esportivo e se "valorizarem" ainda mais, por barganhas para cobrir rombos financeiros obtidos em contratações muitas vezes contestadas e/ou caras. 
                    …